0

QUALQUER UM PODE APRIMORAR A SUA RESILIÊNCIA

Posted by João Lopes on 16:39 in ,
Não se aprende resiliência pela via da compreensão, e sim pela prática.

Resiliência deriva do latim resilientia, do verbo resilio (re + salio) que significa “saltar para trás”, recuperar-se, voltar ao “normal”. Emprestado da engenharia e da física há quase 50 anos, o termo resiliência foi adotado pela psicologia, referindo-se a uma habilidade de recuperação após situações estressantes, crises ou períodos de muita pressão.

A resiliência é uma competência que pode ser aprendida mediante esforço disciplinado e sistemático. Somos muito mais suscetíveis a perdas do que a ganhos, portanto a resiliência é ativada muito mais nos aspectos negativos que positivos. Ser líder é uma oportunidade para enfrentar, sobrepor-se e sair fortalecido ou transformado por experiências de adversidade.

Quanto mais apreendermos as situações que causam maior estresse, mais poderemos nos preparar para ter nelas um enfrentamento efetivo. Com isso, nossa vulnerabilidade a certos estressores tendem a cair – no médio prazo, isso resulta em mais autoconfiança, e um novo padrão de comportamento será consolidado. Aqui cabe uma reflexão: 

Quais são as situações do dia a dia que o tiram do sério? Como você lida com sucessos e fracassos? 

Você consegue preservar o bem-estar em momentos de pressão? 

Segundo o Professor Paulo Yazigi Sabbag, autor do livro Resiliência da Negócio Editora, são 9 os fatores associados à resiliência de adultos:
  1. Autoeficácia e autoconfiança: confiar na qualidade da execução;
  2. Otimismo aprendido: capacidade de contrapor emoções positivas às negativas;
  3. Temperança: manter a serenidade ou frieza em momentos de pressão;
  4. Empatia: capacidade de se colocar no lugar do outro;
  5. Competência social: saber articular apoio dos outros nas situações adversas:
  6. Proatividade: ter iniciativa mesmo em situações de risco e incertezas;
  7. Flexibilidade mental: ser mais tolerante em momentos de ambiguidades;
  8. Solução de problemas: buscar uma visão mais prática nas situações;
  9. Tenacidade: possuir uma resistência física e mental.

Aqui vai uma dica: O autodesenvolvimento é o caminho para enfrentar e superar os comportamentos de baixa resiliência. Tenha emoções positivas, pratique a flexibilidade cognitiva, busque apoio social, descubra o seu propósito e seja protagonista das suas escolhas; essas são formas de aprimorar a sua resiliência.

Tem um verso de Guimarães Rosa que expressa bem a questão da Resiliência nosso dia a dia e na semana passada me lembrei dele:

“O correr da vida embrulha tudo.
A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa,
sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem”.


Mochila nas costas e até a próxima trilha!


Professor Paulo Campos
Bookmark and Share

Copyright © 2009 Presta Atenção nos Textos e Dicas! All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.